terça-feira, 2 de outubro de 2012

















Meu interior

Olho pra dentro de mim
E vejo um caminho
Que ainda não trilhei
Vejo um mundo que
ainda não conquistei
Vejo lembranças
Que um dia trouxeram amor
E outros também um gosto de dor
Olho pra dentro de mim
E vejo uma criança adormecida
Vejo um coração sofrido e angustiado
Olhando pra dentro de mim
Vejo um oceano de lagrimas
Que durante o passar dos anos foi derramado
Dentro de mim ouço a musicar tocar
Trazendo cor e sentido a vida
Quando olho pra dentro de mim
Também vejo sentimentos
Sentimentos de medo, amor, indecisão e esperança
Olhando pra dentro de mim
Vejo um coração quebrado
Mas forte o tempo todo
Quando olho pra dentro de mim
Percebo quem realmente eu sou.

2 comentários:

  1. Obrigado Euler... só que nem se compara com os seus huahsuash Um dia quem saiba n saia um livro ai kkk

    ResponderExcluir